Arquivo da categoria: design

o dogma da ikebana

Acompanhe esse post ouvindo a música acima – “Porrada” (Titãs)

Milhares de imigrantes ilegais estão deixando o Arizona antes que a nova lei anti-imigração entre em vigor na quinta-feira. União Européia diz que o Kosovo é  problema dela e se a Sérvia quiser entrar na UE vai ter de viver em paz com os kosovares e aceitá-los como nação independente. Fernando Collor está na frente na campanha ao governo de Alagoas. Por enquanto, Paulo Maluf terá sua candidatura impugnada através da lei “Ficha Limpa”. PT pede à Folha de S.Paulo que tire do ar – censura? – página com vídeo no qual o candidato a vice do Serra diz que o partido de Lula tem ligações com as FARC e narcotráfico. WikiLeaks detona guerra americana no Afeganistão divulgando mais de 90 mil documentos que mostram a verdade bem mais crua e terrível.

Esses foram algumas das manchetes que me chamaram a atenção hoje pelo noticiário diurno. Mas vamos às amenidades porque de complicada já basta nossa vidinha cotidiana.

Dogma 95 – Lembro da náusea que senti ao assistir “Os Idiotas”, de Lars von Trier. Me esforcei para continuar vendo aquele filme com câmera-na-mão balançando sem parar. A náusea é aliviada por um breve momento, logo no início do filme, quando se descobre o golpe que um bando de amigos dá no status quo da sociedade dinamarquesa explorando a idiotice para sobreviver. Um riso rápido e irônico e o navio de von Trier continua a navegar e a nos jogar contra nossas hipocrisias.

E pra rever essa saga cinematográfica que começou em 1995 com o movimento Dogma, rola entre hoje 27/7 e 3/8 a mostra “Dogma 95 – 15 Anos Depois” na Cinemateca Brasileira, em São Paulo. Estão em cartaz os títulos “Os Idiotas”, “Corações Livres”, “Mifune” e “Nas Suas Mãos”. Como diz Inácio Araújo na Folha de S.Paulo hoje, é uma pena que o ótimo “Festa de Família”, de Thomas Vinterberg, não esteja na mostra; é um soco no estômago. No último dia – terça 3/8 – acontece projeção de “Os Idiotas” seguida de palestra de Bodil Marie S. Thomsen, professora associada de Cultura e Mídia no Departmento para Estudos Escandinavos da Universidade Aarhus, Dinamarca.

Ikebana – Toda vez que vou à estação do metrô Liberdade dou uma olhada na ikebana (ou kado) exposta na vitrine perto das bilheterias. O arranjo floral é uma das mais belas artes japonesas, ao meu ver. E a partir de hoje até quinta-feira tem uma exposição de 60 arranjos florais no Centro Cultural São Paulo. A mostra é comemorativa dos 50 anos de fundação da Associação Floral Kado Iemoto Ikenobo da América da Sul.

Na Wikipedia consegui um bom texto sobre essa arte nipônica: “Ikebana (em japonês: 生け花, “flores vivas”) é a arte japonesa de arranjos florais, também conhecida como Kado (em japonês: 華道 ou 花道, Kado) — a via das flores.

Ikebana é uma arte floral que originou na Índia onde os arranjos eram destinados a Buda, e personalizada na cultura nipônica, pela qual é mais conhecida. Em contraste com a forma decorativa de arranjos florais que prevalece nos países ocidentais, o arranjo floral japonês cria uma harmonia de construção linear, ritmo e cor. Enquanto que os ocidentais tendem a pôr ênfase na quantidade e colorido das cores, dedicando a maior parte da sua atenção à beleza das corolas, os japoneses enfatizam os aspectos lineares do arranjo. A arte foi desenvolvida de modo a incluir o vaso, caules, folhas e ramos, além das flores. A estrutura de um arranjo floral japonês está baseada em três pontos principais que simbolizam o céu, a terra e a humanidade, embora outras estruturas sejam adaptadas em função do estilo e da Escola.”

* * * * * * * *

Pra quem ainda não viu o vídeo com o Sr. Indio da Costa, candidato a vice-presidente da chapa de José Serra, falando que o PT tem ligação com narcotráfico e FARC, ei-lo abaixo.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em cinema, design, Música

kiriDJinha 7 – o retorno

kiriDJinha retorna ao bar Volt!

A festa agora é na quartas-feiras quinzenalmente, e a primeira é nessa semana!
Atum e eu adoramos tomar o primeiro drink da noite no Volt. E o staff da casa é a melhor companhia ever! Então pra fazer clima “lá em casa”, nós chamamos pra volta da kiriDJinha ao bar dos neons com os top DJs in da house – Celda, Tamara, Fábio, Marcinho e Farelo. Diz que eles vão tocar seus sets mais kiridjinhos. #Happyhourfeelings
kiriDJinha 7 – O Retorno
Bar Volt
Rua Haddock Lobo, 40
Quarta 21/7 – 21h às 02h
Consumação mínima: R$ 15
DJs: Atum, Ivi Brasil, Celda, Fábio, Tamara, Farelo, Marcinho

Deixe um comentário

Arquivado em bar, club, design

alice, de l. carroll, ganha mostra em sp

Resolvi abrir espaço para esse evento interessante…

Amanhã, domingo dia 11, será o nosso grande evento de desaniversário em homenagem à Alice de Lewis Carroll! A Sociedade Lewis Carroll do Brasil, com o apoio da Cultural Inglesa promoverá uma tarde de atrações alicinógenas. Palestras, leituras, vídeos, música, poesia, ilustração. Venha para o chá maluco petiscar cogumelos coloridos e bebericar drink mes divertidos.

O escritor Wilson Bueno virá de Curitiba para criar conexões hilárias entre o nonsense de Lewis Carroll e as adivinhas do sertão profundo. A designer e artista plástica Adriana Peliano irá comentar a história das ilustrações de Alice, da Inglaterra Vitoriana à Arte contemporânea. O grupo Frame Circus fará ao vivo uma trilha sonora para o filme mudo de 1903 de Alice no País das Maravilhas, o primeiro já realizado sobre o tema. A professora de literatura Thereza Vasques fará leituras de traduções do Jabberwocky acompanhada de música e imagens. Essas e outras atrações convidam os amantes de Alice para uma tarde inesquecível!

Siga o coelho mas não se atrase e mergulhe conosco nessa aventura!



Domingo, 11 de abril de 2010
No Centro Cultural Brasileiro Britânico (Rua Ferreira de Araújo, 741 – Pinheiros)
das 16:00 às 20:00
ENTRADA FRANCA
programação completa: http://umdialice.blogspot.com/

1 comentário

Arquivado em artes plásticas, cinema, design, literatura

onde encontrar revistas grátis

revistas

Onde encontrar a revista Void?

Pra assinar a revista Noize

Pontos de distribuição da revista +Soma

A revista Nite People eu encontrei nos bares Volt e Z, em São Paulo.

2 Comentários

Arquivado em design, jornalismo

revistas de graça e com graça

Algumas revistas que andam circulando de graça pela cidade têm me surpreendido com bons textos e imagens. Nessa semana conheci a Nite People, que vem de Milão para São Paulo e será bimestral. O conteúdo traz apenas fotos e intervenções gráficas, e o formato é um charme. Em vez de veicular anúncios, as marcas interessadas participam do “contexto e do conteúdo” da publicação, como a Bacardi que está nas páginas da primeira edição. Editorial e publicidade viram uma coisa só?

nite

Faz algum tempinho que conheci a revista gaúcha Void pelo site, mas finalmente a encontrei fisicamente. A maior parte dos textos é bacana, mas tem momentos mal editados com entrevistas longas e meio chatas. Mas no geral é um bom exemplar de material feito por gente trabalho com gosto.

ai

A revista free que eu mais gosto é a Noize, que tem na música o ponto forte com vários reviews de discos, principalmente de rock e afins. Dá pra ler a revista via site mas vale a pena correr atrás de um exemplar. Belas capas e bom conteúdo.

GRD_795315_noize_25_ideal

3 Comentários

Arquivado em design, fotografia, literatura, Música, mercado, sem categoria

BBB no MP + sonique

1803417_newton_leo_e_ralf_223_298

O reality show Big Brother Brasil agora é alvo de pretensa investigação do Ministério Público Estadual (acho que do Rio de Janeiro) por ter confinado três participantes num quarto que parece uma cela de manicômio. A notícia é de O Dia Online publicado nesta manhã de sexta-feira 6/2.Os grandalhões Newton, Ralf e Leonardo vestiram macacões brancos bem sexy e se trancaram no tal “quarto branco”, onde só havia água, ar condicionado, camas, paredes acolchoadas e luz sempre acesa. Quem desistisse primeiro do confinamento seria – e foi – eliminado do programa. Leonardo desistiu depois de 18 horas no local.

Agora, alguns telespectadores indignados com tamanha crueldade denunciaram à ouvidoria do Ministério Público que o caso seria de tortura. Aliás, tortura é ser obrigado a engolir programas como Big Brother e outros que as emissoras públicas – que deveriam incentivar a dupla educação & cultura – nos empurram todos os dias. O MP também poderia investigar se há casos de prostituição e pornografia no BBB, que agora tem até uma “clone” da Mulher Melancia trancafiada na casa. O programa é visto por muitos menores, que fogem da classificação etária sugerida pelo governo e pela Globo, ou alguém ainda acha que as criancinhas vão pra cama logo cedo?

Mas essa história acaba se tornando ridícula porque as pessoas que participam do BBB sabem que ficarão confinadas numa casa-cela cheia de mordomias por alguns meses. Então não entendo porque os queridos telespectadores querem salvá-los agora de tortura praticada num cenário que imita uma cela manicomial. É patifaria demais! Tem gente que é presa por cometer delitos, tem outros que se prendem porque querem ganhar um milhão. Ou melhor, porque querem virar celebrities mesmo que acabem com o bolso vazio.

E O Dia informa que “cópias [do programa] foram encaminhadas à Subprocuradoria de Direitos Humanos e à Coordenação das Promotorias de Investigação Penal.” Acredite, se quiser!

*************            *******************      **************

galeria1

Finalmente descobri o nome do novo empreendimento que vai abrir aqui na região da Baixa Augusta. Na foto acima dá pra ver o interior do bar Sonique, realizado pela Tryptique que também desenvolveu o projeto do clube D-Edge. O local já teve umas festinhas privê (pelo que pude ler) e abre ao público na semana que vem, pelo dia 10/2. Quem dá a cara pelo Sonique é a dupla Chico Lowndes e Beto Lago, mas tem a companhia de Lelo Ramos e Rubens Cohen (Piola) e Reynaldo Coelho (MKT Pro). Lowndes e Lago já encabeçaram tempos atrás bons projetos – Mercado Mundo Mix, revista Simples, Motomix – que cairam de cotação no mercado do entretenimento. O design do bar parece incrível pela fotos, e a programação quer abraçar de tudo – artes, música, gastronomia, drinks chics, shows etc. Espero que consiga e não se perca no meio do caminho.

Vamos ver até quando a Baixa Augusta vai aguentar o hype. Quem não lembra dos hypes marcados por engarrafamentos, gritaria e especulação na Vila Madalena e Vila Olímpia? Mais bares vão abrir na rua Augusta em breve, um deles é dos proprietários do Vegas. Aliás, eles vão abrir dois bares, o Volt (no início da rua Haddok Lobo) e o Z (na rua Augusta).

Não canso de ouvir amigos comentando que querem ou que vão abrir bares e congêneres na região. A especulação imobiliário está gritando na região, onde três torres de 30 andares serão construídas em frente ao shopping Frei Caneca. A Prefeitura deve lucrar muito com isso e não deve dar a mínima para a saturação do trânsito na área.

**************         *****************       *******************

3 Comentários

Arquivado em cidade, design, mercado, televisão

Maracatu atômico

013267675-ex00.jpg

A capa da última Dazed & Confused tem as cores e estrelas da bandeira brasileira. E Luíza Lovefoxxx é a estrela brazuca máxima na constelação do pop globalizado. Esse modelito maracatu está um luxo! Li no portal G1 entrevista com Adriano Cintra, o cabeça do Cansei de Ser Sexy ou CSS, sobre o segundo disco que sairá em breve. O nome por enquanto é Donkey e ele só está esperando Lovefoxxx vir de Londres pra gravar os vocais. A guitarrista Ira Trevisan também está de mudança para a capital inglesa, Adriano alugou um apartamento lá e o resto da banda também deve ficar baseado por lá para os shows do próximo verão europeu.

Leia a matéria com Adriano acessando o portal G1 aqui.

x-x-x-x–x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x–x-x-x-x-x-x-x-x-x–x-x-x-x-x-x-x-

Essa cadeira é um sonho de consumo, né? Bom, se você não pode comprar uma ao menos terá a oportunidade de saber mais sobre o casal americano Charles e Ray Eames, designers e arquitetos que a criaram por volta da década dos 1950. Minhas amigas Sílvia Hayashi e Laura Faerman são as curadoras da mostra de cinema Filmes de Charles e Ray Eames que estréia na quinta-feira 6 na Caixa Cultural Caixa Cultural de São Paulo (na Praça da Sé) e fica em cartaz até quarta-feira 12. O festival vai depois para o Rio de Janeiro, Brasília e Salvador.

O que as curadoras querem nos mostrar é a sensibilidade do casal Eames no cinema, faceta pouco conhecida. São 25 curtas-metragens divididos em: Filmes Científicos, Charles e Ray Eames, Filmes Históricos / Exposições, Design e Filmes Experimentais. Como não poderia ser diferente, após as sessões especialistas de diversas áreas farão esplanações e debates sobre desgin e cinema.

“Entre os vários enfoques escolhidos na seleção dos curtas, a qualidade técnica e linguagem sofisticada (e ao mesmo tempo simples) de filmes como Blacktop e Toccata for Toy Trains, o conceito abstrato das potências de 10 (Powers of Ten) ou a expansão do Império Romano vivificada num mapa que se expande e contrai (Atlas). Ainda na mostra, filmes produzidos para exposições (IBM Mathematics Peep Shows, Copernicus, The World of Franklin and Jefferson), e o documentário 901: After 45 Years of Working, que retrata a vida e a obra do casal por meio do registro de seu local de trabalho em Venice, Califórnia, e do fechamento do escritório após a morte de Ray em 1988.”

3 Comentários

Arquivado em cinema, design, Música