Maracatu atômico

013267675-ex00.jpg

A capa da última Dazed & Confused tem as cores e estrelas da bandeira brasileira. E Luíza Lovefoxxx é a estrela brazuca máxima na constelação do pop globalizado. Esse modelito maracatu está um luxo! Li no portal G1 entrevista com Adriano Cintra, o cabeça do Cansei de Ser Sexy ou CSS, sobre o segundo disco que sairá em breve. O nome por enquanto é Donkey e ele só está esperando Lovefoxxx vir de Londres pra gravar os vocais. A guitarrista Ira Trevisan também está de mudança para a capital inglesa, Adriano alugou um apartamento lá e o resto da banda também deve ficar baseado por lá para os shows do próximo verão europeu.

Leia a matéria com Adriano acessando o portal G1 aqui.

x-x-x-x–x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x–x-x-x-x-x-x-x-x-x–x-x-x-x-x-x-x-

Essa cadeira é um sonho de consumo, né? Bom, se você não pode comprar uma ao menos terá a oportunidade de saber mais sobre o casal americano Charles e Ray Eames, designers e arquitetos que a criaram por volta da década dos 1950. Minhas amigas Sílvia Hayashi e Laura Faerman são as curadoras da mostra de cinema Filmes de Charles e Ray Eames que estréia na quinta-feira 6 na Caixa Cultural Caixa Cultural de São Paulo (na Praça da Sé) e fica em cartaz até quarta-feira 12. O festival vai depois para o Rio de Janeiro, Brasília e Salvador.

O que as curadoras querem nos mostrar é a sensibilidade do casal Eames no cinema, faceta pouco conhecida. São 25 curtas-metragens divididos em: Filmes Científicos, Charles e Ray Eames, Filmes Históricos / Exposições, Design e Filmes Experimentais. Como não poderia ser diferente, após as sessões especialistas de diversas áreas farão esplanações e debates sobre desgin e cinema.

“Entre os vários enfoques escolhidos na seleção dos curtas, a qualidade técnica e linguagem sofisticada (e ao mesmo tempo simples) de filmes como Blacktop e Toccata for Toy Trains, o conceito abstrato das potências de 10 (Powers of Ten) ou a expansão do Império Romano vivificada num mapa que se expande e contrai (Atlas). Ainda na mostra, filmes produzidos para exposições (IBM Mathematics Peep Shows, Copernicus, The World of Franklin and Jefferson), e o documentário 901: After 45 Years of Working, que retrata a vida e a obra do casal por meio do registro de seu local de trabalho em Venice, Califórnia, e do fechamento do escritório após a morte de Ray em 1988.”

3 Comentários

Arquivado em cinema, design, Música

3 Respostas para “Maracatu atômico

  1. Ricardo Oliveros

    Tem sim, escreve para info@galeriavermelho.com.br para pedir inclusão no mailing!

  2. Se continuar assim, a gente não precisa mais comprar os cadernos de cultura da cidade!
    abs!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s