Arquivo da tag: mau mau

seth troxler -> entrevista exclusiva + cd mixhell + kiriDJinha

Seth Troxler dá uma passada no D-Edge. Foto: Fábio Tavares

Seth Troxler passou uma semana no Brasil, foi a primeira visita do americano ao país. Na sexta-feira (19/2) ele aterrissou em São Paulo para apresentação no club Hot Hot. O set dele teve muitos bons momentos e alguns com pouco punchy, mas conseguiu levantar a pista cheia com uma mistura de tech house e minimal techno basicamente. Seth respondeu algumas perguntas, que seguem abaixo, e antes de tocar no Hot Hot e depois no táxi indo pro D-Edge ele se mostrou um cara muito engraçado e aberto, e surpreso com a qualidade dos clubs paulistanos.

Seth Troxler deixou Chicago e está vivendo em Berlim, a seguir ele fala da mudança e um pouco mais.

+1teko -Por que é tão importante hoje em dia cruzar o Atlântico e estar em Berlim?
Seth Troxler – É sempre importante trazer e levar idéias, é assim que cena global é criada. Todo o mundo está em Berlim, mas a cena de Berlim não é o que era. E de certa maneira eu acho que Londres é o novo lugar. É tudo mais fresco, há muitos novos produtores realmente entusiasmados e que sabem muito sobre dance music, e realmente querem fazer algo cool. O tempo em que os caras de Berlim eram jovens e entusiasmaram ao fazer algo novo está um pouco no passado, hoje eles têm carreiras consagradas, e existe mais de um centro [musical] agora.

+1teko – Você acha que a sua música (DJ set e produções) estaria diferente se você estivesse nos EUA ainda?
Seth Troxler – Acho que a música que você faz ou toca depende de onde você é e está. Toco diferente em cada cidade, e a música que eu faço vem de minha disposição e experiências. Se estivesse vivendo aqui [no Brasil] minha música seria diferente também.

+1teko – Onde você vai pegar novas referências para a sua vida? Que pistas pretende seguir?
Seth Troxler – Acabo de me enamorar um pouco, então essa é uma pista que estou tentando seguir.

Vale a pena lembrar que foi lançado hoje (22/2) o CD Boogybytes Vol.5 mixado por Seth Troxler para o selo BPitch Control. Troxler costuma lançar pelos ótimos selos Ghosthly International, Wagon Repair e Crosstown Rebels. Você pode encontrá-lo no Myspace ou mais facilmente no FaceBook.

Seth Troxler no Hot Hot. Foto: Lucas Satti.

* * *

Iggor Cavalera e Laima Leyton em ação no bar secreto

Antes de me jogar no Hot Hot, que estava bem cheio, passei no bar secreto para conferir o lançamento do primeiro CD do MixHell. Laima, Iggor e Max Blum estavam lá recebendo os amigos e Laima me contou que estava superfeliz porque Liam Howlett, cérebro produtor do Prodigy, havia enviado algumas tracks pra eles escolherem e remixarem. Tá bom, né? Mas antes disso a dupla, que na verdade é trio, remixou uma faixa do Moby, com quem Iggor vem conversando para o MixHell abrir algum show da turnê do americano que passa pelo Brasil em abril. O CD do MixHell é uma compilação mixada de faixas inéditas e outras mais antigas que a dupla vem tocando com sucesso pelo mundo. Afinal, li na DJ Mag brazuca, edição de dezembro 2009,  que eles ficaram apenas 20 dias em casa aqui no Brasil, o restante foi só viagem. As músicas do disco passeiam pelos sons altos do maximal com levadas de berimbau, samba e outras sonoridades. Tudo muito bem produzido pelo Max, que é o cara que dá o toque especial nas produções do MixHell. Iggor disse que cada vez mais vem colocando a bateria acústica nas novas produções e que no final do ano devem lançar um álbum só com faixas novas. Já estamos esperando. Pra saber mais sobre o CD do MixHell aguarde a Mixmag que sai dia 15 de março.

* * *

Amanhã (23/2) tem festinha nova que eu e Atum inventamos de fazer no bar Volt, como vocês podem perceber pelo flyer acima. kiriDJinha é uma gozação que todo mundo fala pros amigos e amigas, uma bichice qualquer, mas um afago não um xoxo. Quer dizer, pode até virar xoxo… Mas não é o caso, tanto que convidamos o não menos famoso DJ Mau Mau, kiridjinha nossa de longa data, pra inaugurar a festinha. Na verdade as festas no Volt são um esquenta, uma happy hour que começa às 21h (o bar abre às 20h) para amigas/os kiridjinhas se colocarem nos drinks e partir pra outros lugares mais tarde. A ideia musical dessa festa – uma coisa bem difícil de inventar atualmente porque parece que já fizeram de tudo nesse mundinho noturno – é colocar o DJ convidado para tocar coisas do tipo que ele canta no banheiro, ouve no i-pod ou no rádio. Estou louco pra saber o que Mau Mau vai levar no case! Vamos tocar com discos de vinil!

O drink da noite é Red Razz (Bacardi razz, suco de limão, framboesa e suco de cramberry) a R$13. Não paga nada pra entrar no Volt e a festa deve acabar por volta da 1h/1h30. A próxima kiriDJinha a levar suas preciosidades é Renato Cohen, mas ainda não tenho a data fechada.

2 Comentários

Arquivado em club, lançamento, Música

confirmadíssimo – hell in sp

No sábado tive a confirmação que DJ Hell toca no D-Edge no sábado 16/1, dentro da programação da festa Mothership. Espera-se um set com techno, electro e novidades do Gigolo Records. Antes de Hell, quem se apresenta pela primeira vez no país é o também alemão DJ Zip aka Thomaz Franzmann, co-fundador do famosos selos Perlon e Playhouse. Aliás, a festa Mothership, na qual Zip se apresenta, costumava trazer ótimos produtores e DJs do Perlon e espero que retome a ideia.

Michael Mayer fez um set menos interessante no D-Edge, no sábado, que o do Warung no dia 1˚. De qualquer forma foi bastante dançante e o público adorou. Dancei pencas! E Renato Ratier sempre chic, tocou ótimas faixas na virada da Mothership pro after Paradise.

Pouco antes de ir proD-Edge passei no Clash pra dar os parabéns pro Mau Mau. E a DJ Paula Chalup deu um show com um set super pra cima!

Atualizando… Acabo de ler um post do Lucio, do duo Database, dizendo que vai ter DJ Hell, MixHell e Database na sexta-feira no bar Secreto. Esqueci de perguntar pro Hell que fim levou aquele som que MixHell e Digitaria fizeram com ele num estúdio aqui em São Paulo… Mas perguntei outras coisas na entrevista que você lê aqui no +1teko.

Deixe um comentário

Arquivado em club

niver buzuzu

Pois é, vou interromper meus posts sobre Floripa pra falar de São Paulo. É que dia 8, sexta, Mau Mau comemorará mais um verão e os convidados pra festinha no club Hot Hot são os dinamarqueses Kasper Bjorke e Trentemoller. Tá bom, né? Eu sou meio enjoado e realmente não sou um entusiasta dessa onda disco house escandinava. Mas esse videoclipe acima, da música ‘Young Again’, é muito bonito e foi gravado no meio de 2009 em Lusane, Suíça, com direção de Karim Huu Do, um dos membros do coletivo multi-artístico suíço Fortune. A música é uma das faixas – e primeiro single – do álbum Standing on Top of Utopia que sairá em fevereiro 2010 pelo selo HFN Music, de Trentemoller e Bjorke. O single tem remixes dos estrelados WhoMadeWho, Serge Santiago e Lopazz & Zarook. O cantor indie dinamarquês Jacob Bellens é a voz dessa deliciosa trilha sonora.

EM TEMPO – Promoter do club Hot Hot já me antecipou que a grande atração de fevereiro é o descolado produtor norte-americano Seth Troxler, que é da turminha de Audion aka Matthew Dear. No EP Trust – parceria de Seth com os irmãos Ali e Basti do Tiefschwarz e o produtor Philipp Maier – lançado em julho 2009, Seth solta a voz na faixa ‘Trust’. O disco tem ainda a música ‘Roads’. A ótima ‘Trust’ ganhou remixes de Audion, Jamie Jones, Teen Green (podem trazer esse cara também!; ele lança pelo selo Dirtybird de Claude VonStroke), Adam Port e da dupla alemã Turntablerocker. Imperdível essa festinha em fevereiro, que deve rolar no meio do mês. Só espero que não coincida com a Rio Music Conference, que acontecerá no carnaval.

Seth Troxler: força na peruca

3 Comentários

Arquivado em club, lançamento, Música, vídeo

nas ondas do rádio digital

Hoje – quarta-feira 23 de setembro – a partir das 20h os super DJs Mau Mau, Oscar Bueno e Anderson Noise são os convidados do programa Drop Kick comandado pela dupla Lennox & Dani, aka Glocal. Matéria sobre como essa rádio digital começou há um ano, e já reuniu grandes nomes da eletrônica, está na revista Mixmag #1 (edição brasileira que está estourando nas bancas).

090923_flyer

Deixe um comentário

Arquivado em Música, web radio

google

Tá mais fácil de me encontrar pela rede. Além dos tradicionais ou antigos endereços – no fotolog, no myspace, no multiply, no site do D-Edge e aqui neste cantinho dos blogs, estou participando de The Green Project. A convite da Lalai abri minha conta lá no projeto patrocinado pelo uísque Passport. Informações sobre cultura, música, moda, cinema, clubbing e comportamento estão lá, em formatos de vídeo, música, texto, fotos etc. Tem até uma seção destinada a receitas de drinks!

Quem também está de endereço novo é o Atum (aqui link pro myspace com set novo), agora contratado da agência Superbacana DJs. Um beijo grande pra querida Simon Andrade (também promoter da festa Cio e encontrável no fotolog e no multply) que deu a maior força pro Atum, e pro Luiz Fernando Almeida que se joga em todas! E amanhã, sabadão 19, dia do índio, os DJs Atum e Spavieri são os residentes do clube Dama de Ferro, no Rio. Há dois anos eles fazem a festa Neue (novo, em alemão) no clubinho da rua Vinícius de Moraes, bem pertinho da Lagoa, e dessa vez a festa tem convidado especial. Mau Mau é o guest da noitada, que abre com Atum e tem Spavieri no after. Quem estiver pelo Rio já sabe onde vai bombar um bom techno com minimal com electro com todos os subgêneros da música eletrônica que não têm mais fim.

Deixe um comentário

Arquivado em club, internet

pingüins

janice-e-claudia-na-neve.jpgClaudia e Janice numa fria

Em janeiro minhas amigas Cláudia e Janice se mandaram para Montreal. E a neve lá não pára de cair, diz que em junho isso passa… Tomara! Porque as meninas tão virando pingüins (afinal são do hemisfério sul e não poderiam se transformar em ursos polares ou alces, né?). Mas em meio a nevasca que cobre Montreal elas têm se divertido e trabalhado. Entrevistaram em fevereiro Josh Wink e Mistress Barbara, que deve sair na DJ Mag Brasil em breve. Elas também têm ido a festivais de cinema e tentam entrevistas com Peaches e k.d. lang!!!!!!!!!!!!

Para ver o trabalho delas é só acessar o blog Montreal Online Press e ver as reportagens. Aliás, elas estão aceitando encomendas de reportagens e produções em solo canadense, caso alguém precise. A Claudia fez comigo o videoclipe “Noise3” pro DJ Mau Mau em 1996, que teve Marcelona como estrela e o Hell’s Club como cenário. Depois disso dirigimos o documentário “Techno Brasil” no qual entrevistamos os DJs Mau Mau, Renato Cohen, Ana & David e Renato Lopes. Também trabalhamos juntos como editores do Metrópolis, na TV Cultura. A Janice foi minha companheira na nossa primeira viagem como mochileiros pela Europa em 1994; fomos de Lisboa a Atenas vendo o velho mundo com olhos de espanto, admiração e diversão. Viemos juntos para São Paulo e ela ficou entre idas e vindas até ficar de vez depois de concluir o mestrado em literatura sobre a “Radical Chic” de Miguel Paiva.

Em breve elas vão no famoso festival Mutek! Alguém tem uma passagem pra eu ir?

6 Comentários

Arquivado em sem categoria, vídeo