Arquivo da tag: ivi brasil

kiriDJinha de natal

O ano chega ao fim e gostaria de convidar a todos para a última kiriDJinha de 2010.

As kiridjinhas Dani Bevervanso e Benjamin Ferreira são os útlimos convidados do ano e além de se jogarem nos toca-discos, também comemoram aniversário. A Dani vai fazer uma típica decoração de aniversário from Rua 25 de Março e escolheu seus melhores CDs pra abalar a galera! E o Benjamin já avisou que levará clássicas bolachas de vinil de disco music! Vai ser no mínimo imperdível!
Ainda tem niver dos amigos kiridjinhos da Dani – Simone Teixeira e Mário Surcan.

Ainda tem Atum e eu tocando as nossas músicas preferidas de todos os tempos! Inclusive tocaremos algumas das músicas de amigos queridos como Digitaria, Zopelar, Glocal e Stop Play Moon que vêm embalando a gente em 2010.

E, é claro, tem o kiriDJinho staff do Volt que acolheu a festa kiriDJinha desde março, sempre com muita simpatia e serviço de primeira qualidade. Queremos agradecer ao Fábio, Gil, Tamara, Farelo, Luciano, Edna, Anderson e aos ex-Volt Selda e Jonhny pela acolhida no bar mais charmoso de São Paulo.

Agradecimentos também aos kiriDJinhos que tocaram na festa desde março: Mau Mau, Renato Lopes, Nenê Krawitz, Paula Chalup, Dani & Lennox (Glocal), Renato Ratier, Gláucia++, Oscar Bueno & Jean (Bueníssimos), Xavier “Dunwich” Fabre, Leandro Cunha, Marcelo “Cassimira”, Renato Cohen, Pejota, Daniel MS, Anninha Biazin e Fábio Spavieri.

Espero os amigos na noite de quinta-feira para brindarmos o final de 2010 com muita festa, boa música e alegria.

KiriDJinha 17 – edição natalina
QUINTA 16/12 – 21h

DJs: DANI B, BENJAMIN F, ATUM, IVI BRASIL

Bar Volt – Rua Haddock Lobo 40

Consumação mínima: R$15

1 comentário

Arquivado em bar, Entretenimento, festa

+1musix na terça 17/8

Deixe um comentário

Arquivado em club

kiriDJinha 7 – o retorno

kiriDJinha retorna ao bar Volt!

A festa agora é na quartas-feiras quinzenalmente, e a primeira é nessa semana!
Atum e eu adoramos tomar o primeiro drink da noite no Volt. E o staff da casa é a melhor companhia ever! Então pra fazer clima “lá em casa”, nós chamamos pra volta da kiriDJinha ao bar dos neons com os top DJs in da house – Celda, Tamara, Fábio, Marcinho e Farelo. Diz que eles vão tocar seus sets mais kiridjinhos. #Happyhourfeelings
kiriDJinha 7 – O Retorno
Bar Volt
Rua Haddock Lobo, 40
Quarta 21/7 – 21h às 02h
Consumação mínima: R$ 15
DJs: Atum, Ivi Brasil, Celda, Fábio, Tamara, Farelo, Marcinho

Deixe um comentário

Arquivado em bar, club, design

kiriDJinha 6 – renato ratier

1 comentário

Arquivado em club, Música

prins thomas; “prins thomas”; full pupp

Texto publicado originalmente na edição número 4 da revista Mixmag. O texto é meu, mas está assinado incorretamente na revista por outra pessoa.

A saga viking nas galáxias da dance music

Prins Thomas voa alto com experiências cósmicas no primeiro álbum

Restringir Prins Thomas a tal cosmic-disco é reduzir significantemente sua potência e ecletismo. O produtor norueguês já provou e comprovou que seus exercícios musicais em centenas de remixes vão às raias do experimentalismo. Neste álbum-debut, ouvem-se ecos de Ry Cooder, Kiss, Bowie, jazz, Cramps e música clássica, uma mistureba que catequizou Prins e agora desemboca nestas curiosas sete faixas. Impossível classificar, impossível resistir a uma audição cuidadosa. Dá até para arriscar que Prins é daquela vertente escandinava que pode englobar Björk, Lindstrom e ABBA até o cinema do Dogma 95 e a arquitetura de Alvar Aalto. Um requinte gélido, sem arestas, do qual emana um calor interno, comedido e explosivo ao mesmo tempo.

As músicas vão correndo calmamente, com belos arranjos e variações cheias de bossa. O disco começa com climas bem orgânicos, bateria e violão em destaque no groove de ‘Uggebugg’. O tom sombrio e sintético marca ‘Slangemusikk’ e desaparece em ‘Sauerkraut’ (que tem Todd Terje tocando clavinete). Em ‘Wendy Not Walter’, Prins pega a veia dance e nos presenteia com uma levada cool, que tem Lindstrom no keyboard e Todd Terje no trumpete! Nada de muita bombação e euforia na pista de dança, mas é aqui que a gente pira e se joga de cabeça nesse caleidoscópio nórdico. Dia 29 de março nas melhores casas do ramo.

* * * * *

Ouça duas faixas aqui. “Slangemusikk” é bem experimental. Nattonsket tem uma pegada cosmic disco.

1 comentário

Arquivado em jornalismo, lançamento, Música

glocal – “fancy romance” – unreleased

Na terça à noite, véspera de feriado, Lennox e Dani acabaram apostando todas as fichas numa home studio section. O resultado é a faixa “Fancy Romance”, que não tem destino certo. Ainda! Ao meu ver, essa faixa mostra que a dupla está cada vez mais afiada nas produções musicais. Buscam referências em diversas fontes – disco, soul, house, funk… Ainda falta um elemento mais techno/electro… Sei lá! Viagem minha! “Fancy Romance” está mesmo muito boa! Ouçam! Dancem!

Na semana que vem, eles são os convidados na festa kiriDJinha 5, lá no Volt. Apareçam!

1 comentário

Arquivado em lançamento, Música, web radio

ygor marotta aka vj suave @ volta! kiridjinha @ bar volt

Grafite de Ygor Marotta

A reunião das festas Volta! – do DJ Spavieri, e kiriDJinha – do DJ Atum e minha, vai levar ao bar Volt o VJ Ygor Marotta. É a primeira vez que o bar de neons tem projeção. Ygor circula com seus vídeos, pinturas e desenhos entre São Paulo e Buenos Aires. Na capital portenha, ele costuma mostrar seus vídeos nos clubs Crobar e Cocoliche. Ygor é o autor da frase “mais amor por favor”, estampada em diversos lugares de São Paulo e que ganhou espaço em seus vídeos.

Os vídeos e performances do projeto VJ Suave estão aqui no Vimeo e no site oficial dele. [Alguém sabe como carregar vídeos do Vimeo no WordPress???] Leia a seguir entrevista de Ygor Marotta, e apareça no bar Volt (rua Haddock Lobo, 40) a partir das 20h30 desta terça-feira (20/4) para conferir a perfromance do VJ na reunião especial das festas Volta! e kiriDJinha.

1- Quando e como nasceu essa paixão pelas imagens?
YM- Recente, comecei a me interessar por “imagens” quando iniciei em 2004 a curso de design gráfico na FAAP, e quando me formei comecei a me interessar por arte, ilustração e outras vertentes.

2- Você prefere desenhar, pintar ou criar vídeos? Por quê?
Gosto de fazer vj pra colorir e alegrar a pista. Gosto de pintar tela pelo valor emocional que  ela me passa. Peço amor usando a pixação pra passar adiante uma mensagem para a grande metrópole. Um completa o outro, o pixo entrou pra balada, animado quadro a quadro e dando vida à frase que pede “mais amor por favor”, o coelho do sketchbook agora dança e pede um up pra galera da pista, e assim vai.

3- Como VJ Suave que tipo de trabalho você faz? É mais conceitual, experimental?
VJs Suave é um projeto de 2 pessoas. Trabalho pessoal meu e da minha argentina Ceci Soloaga. Nós discutimos uma idéia, eu desenho, ela anima e tocamos juntos em live set. O projeto é sem dúvida experimental, já que nasceu em janeiro de 2010 com a intenção de ser um trabalho divertido, livre e prazeroso de ser feito.

4- Qual tipo de música você curte para tocar, para projetar em cima, para escutar em casa?
Caí de paraquedas como DJ na festa do Volt, nunca discotequei, mas gosto bastante de música e sempre busco coisas novas. Gosto de eletrônico, idm, minimal e ouço bastante Bonobo, Air, Four Tet, Apparat, Dave Brubeck, Lali Puna, Radiohead, Monotax, entre outros.

5- Quais os DJs mais bacanas que você trabalhou junto projetando imagens? Por quê?
VJs Suave é um grande parceiro do selo de música eletrônica argentino chamado Igloo Rec.  Grande parte dos artistas do selo são nossos amigos e eles compõem música por amor. Quando dividimos a cabine, a projeção se une muito à música, criando – pessoalmente falando – uma peça audiovisual momentânea em harmonia.

1 comentário

Arquivado em sem categoria