fotografia não-digital: irina ionesco

Estava lendo o Estadão online e me deparei com matéria sobre a fotógrafa francesa Irina Ionesco, que esteve no Rio na semana passada para clicar modelos para campanha da feira de moda FashionBusiness. Há cerca de um mês e meio eu vi a exposição “Espelhos de Luz e Sombra”, então em cartaz na Caixa Cultural na Praça da Sé, em São Paulo. As imagens são belíssimas e agora estão viajando por Brasília e Salvador.

As fotografias de Irina Ionesco, 74 anos, não têm interferência de tecnologias digitais, a maior parte das fotografias em exposição no país – todas foram tiradas entre 1968 a 2006 – mede 40 por 50 centímetros. As fontes de inspiração de Irina são pinturas simbolistas, filmes hollywoodianos, tragédias gregas, poesia decadente, o kitsch sublimado e o sublime consagrado.

No texto do Estadão, o repórter conta que Irina só fotografa com uma câmera Nikon F e tem um fiel laboratorista que revela e amplia as imagens, tudo à moda antiga. Como diz o texto, “Enquanto fotojornalistas chamados a registrar a passagem de Irina pelo País disparavam até dez cliques por segundo com potentes máquinas digitais profissionais, Irina, com sua Nikon F, mecânica, fazia suas fotos calmamente, escolhendo os ângulos com apuro. De fundo, uma trilha de Marguerite Duras, de sua escolha, compunha o clima.”

Esse foi o primeiro trabalho de Irina no Brasil e aconteceu no Rio. A sessão de fotos foi na Mansão Figner, casa de 1910, no Flamengo, onde funciona o centro cultural do Sesc. As três modelos contratadas, Fabiana Mayer, Bruna Sotilli e Jéssica Pauletto, vestiram peças das coleções primavera-verão de cinco grifes que participarão da feira Fashion Business: Sta Ephigênia, Carlos Miele, Barbara Bela, Vitor Dzenk e Patricia Viera. “Ela elogiou as modelos – “Fabiana tem uma beleza pré-rafaelita”; “Bruna é felina”; “Jéssica parece Audrey Hepburn em Bonequinha de Luxo”, comentou. Também se encantou pela cidade, da qual partiria três dias depois. “O Rio é sublime, é a vida”, declarou.”

Irina Ionesco fotografa no Rio. Foto: Marcos d'Paula

1 comentário

Arquivado em fotografia, Moda

Uma resposta para “fotografia não-digital: irina ionesco

  1. Muito bafo as fotos dela, só pelo processo já são muito dignas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s