abadá eletrônico – white dress code – omo total radiante

Andy Warhol já sabia tudo sobre o branco e o lucro

Andy Warhol já sabia tudo sobre o branco e o lucro

O abadá eletrônico não vem junto com o convite, que já custa bem caro. O abadá eletrônico deve ser branco, da cabeça aos pés, e pode ser comprado nas melhores butiques dos jardins ou dos shoppings. O resultado será uma incrível massa branca absorvendo muitos deciBells (acho que pode-se usar o aportuguesado decibeis, e lembre-se que agora ditongos descrescentes não têm mais acento) da tal música eletrônica de qualidade. Será um grande desencalhe de roupas de reveillon, só espero que os preços estejam convidativos até sábado quando a grandiosa micareta eletrônica Skol Sensation rolar no Anhembi. Uma boa alternativa é ir em lojas especializadas em roupas brancas para médicos, dentistas e enfermeiros. Próximo aos hospitais sempre tem uma portinha a sua espera. Claro, dispense os jalecos!

Sobre essa festa incrível que vem da Holanda e já passou por vários países sem a gente nunca ter ouvido falar, o Alex Molinardi me mandou direto de Amsterdã esse link onde você pode conferir como é a festinha por lá. E agora há pouco o Digão Dumont, promoter do clube D-Edge, escreveu no meu facebook: “A festa nasceu como uma iniciativa de marca pra lançar o celular Samsung Sensation, que era…BRANCO.🙂 E depois que a Samsung saiu de cena, a festa virou Sensation White.” Sacou? Se a Skol sair no ano que vem, vira Sensation White aqui também, ou quem sabe algum sabão em pó pega essa novidade. Ao invés de crianças com roupas brancas encardidas, poderiam usar jovens com roupas brancas encardidas chegando em casa da balada e lavando tudo com Omo, Ypê, Ace, Tanto, Minerva, Pop, Assim…

Mas esse lance de abadá eletrônico já contaminou outra festa do mesmo tipo semanas atrás. O festival/rave Spirit of London fez sua versão “white party” no mesmo Anhembi onde vai rolar Skol Sensation. “Ir de Branco neste evento vai significar muito para a festa. A fidelidade de seus frequentadores, a paz em eventos eletrônicos e a certeza de mais uma vez fazer uma festa com tudo o que se tem direito…. Boas Vibrações, musica boa e alto astral!”, é o que diziam os organizadores, mas não posso comprovar que todos foram de branco porque não vou nessas festas cujo line up tem um Gui Boratto perdido entre muitos DJs de gêneros eletrônicos progressivos misturados a drum’n’bass. Nessa Spirit of London teve até “Christian Burns, vocalista do DJ Tiesto”!!! Já o line up do Skol Sensation não empolga muito com seus DJs holandeses pouco conhecidos por aqui misturados ao Gui Boratto. Espero sinceramente que quando o Gui subir ao palco ainda tenha bastante gente na festa, porque ele será o último dessa rave com dress code. Será que pra acompanhar os DJs holandeses o Gui vai resgatar seu passado de dance music comercial?

O abadá eletrônico branco também ganhou destaque na Folha de S.Paulo, que está de olho na possível publicidade que noticiar isso pode ter de retorno. No dia 21 de março o Guia da Folha veio com a manchete “Roupa branca é o novo hit de festas eletrônicas”. Isso porque teve apenas uma white party – a já comentada Spirit of London – antes da Skol Sensation. Haja “forçação” de barra! Claro que a Skol Sensation patrocina a página na internet onde saiu essa matéria!

Pra terminar, desejo tudo de bom aos que se aventurarem pelo Anhembi no sábado. A Beth Ferreira, do Rio, disse que tem de cuidar pra não cair com a roupa branca num brejo lá por aquelas bandas do sambódromo!!! E vou tomar o comentário do DJ Hisato no meu facebook pra terminar de vez isso aqui: “abalô Iemanjá…”

Ooops!!! Esqueci de dizer que vai ter malabaristas, go-go dancers, trapezistas e afins, no melhor estilo Cirque du Soleil, pra animar a galera sensation! E além do reveillon brasileiro, outra festa branca é a Só de Roupa Branca, evento tradicional do Brás, Pari e Bom Retiro que rola no Buffet Érico.

batas-brancas-mtt1



8 Comentários

Arquivado em cidade, club, Música

8 Respostas para “abadá eletrônico – white dress code – omo total radiante

  1. arrasou, assim q eu gosto de ver sua mente crítica

  2. Carlos

    Sinceramente, é mais um che guevara neocapitalista limando a tal da festa por defender um ponto de vista diferente…
    Motivos, justificativas e argumentos plausiveis ele nao deu nenhum pro maior evento multimidia que eu ja vi. Alem do som de primeira, a interccao entre comunicacao digital, pessoal, videos, fotos…o que nós do brasil estamos conhecendo aos poucos como triple play…que na europa e USA ja bomba ha bastante tempo.

    Enfim, é mais um frequentador de boteco de maconheiro que de alguma forma se evolta contra esse tipo de evento. Ou porque nao pode ir, ou porque o ócio fomenta esse tipo de posição. Que nao vou chamar de ridicula, afinal é dos ridiculos que vivemos…

    Eu nao posso ter um carrao importado nem um AP de 1 milhao de reais, nem por isso digo que as pessoas que tem essas coisas sao imbecis ou qualquer coisa do genero.

    Isso pra mim, é dor de cotovelo devido a “inserção social-multimidia”. Pessoas exclusivamente refens de voz e violao e que criaram resistencia ao novo.

    Adorei o evento, mas nao por isso deixei de gostar do restante. Esse cidadao ai, deve ter escrito essas merdas a hora que acabou a maconha ou o pagode terminou…

    Enfim, azar o dele. Sugestao: procure mais conteudo no que as pessoas dizem. Dizer por dizer, até eu que sou mais bobo…

  3. Respondendo ao Carlos…
    Com certeza existe uma certa resistência da minha parte por esse tipo de evento gigante de música eletrônica. Um pré-conceito mesmo. Prefiro clubes a raves, desde 1995, quando comecei a frequentar o Hell’s Club e outros tantos. Mas sinceramente, Carlos, eu gosto de outro estilo de música eletrônica do que os que foram apresentados na festa de sábado.
    Esse espaço é para provocar e expor ideias, e não vou agradar a todos, logicamente. Acho ótimo que o Skol Senstation foi bacana pra muita gente. Uma amiga insuspeita que foi adorou toda a pirotecnia, não curtiu muito o som… Que venham mais novidades pra São Paulo pra gente saber o sabor de tudo.

  4. Pingback: Fique por dentro Eletrônicos » Blog Archive » abadá eletrônico - white dress code - omo total radiante « +1 teku

  5. sonia

    como faço para comprar a bata da foto numero 02

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s